É preciso amar

Esse ano não está nada fácil, as pessoas esperam que eu escolha um lado, tome um partido e talvez seja necessário me retratar.
Eu amo pessoas de todos os tipos, eu amo os pobres e os ricos, eu amo os cultos e ignorantes, amo as putas e as santas, amo  gays, amo bis e amo gente que se quer entende que orientação sexual se nasce, amo gente que assiste filme cult e gente assiste novela da globo, amo drogados, nóias, loucos e amo caretas sóbrios, amo ateu, católico, espírita. Amo gente que fala muito e gente que só observa, amo quem ouve rock, bossa nova, hap, pop, forró, samba, axé. Amo quem é transparente e quem é mistério, Eu amo pessoas.
O mundo é feito de diferenças e não somos todos iguais, se quer somos todos os dias a mesma pessoa.
O mundo é feito cores e não importa verdadeiramente que lado você está e sim como você ama as pessoas, e amar pessoas é entender que elas erram e que você erra, amar as pessoas é entender que não existe um jeito certo de ser, ou um jeito certo de amar, e entender que intolerância não se paga com a mesma moeda.
Se amar for meu mal, que esse mal seja contagioso, porque eu cansei de tentar achar uma cura.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s